Facebook

Última Atualização do site:  

15/07/2024 15:25:11

Zmail
Cadastro Rural
ÚLTIMAS NOTÍCIAS /
Visualizada 580 vezes
Inquérito conclui que fisiculturista já estava morta quando caiu de prédio
Quarta-feira, 30 de dezembro de 2015
 
 

A fisiculturista Renata Mugiatti, que faleceu em setembro deste ano, já estava morta quando foi jogada do 31ª andar de um prédio no Centro de Curitiba, de acordo com o inquérito da Polícia Civil. A investigação por parte da polícia foi concluída, e o documento foi entregue ao Ministério Público do Paraná (MP-PR). O processo corre em segredo de Justiça, mas a RPC conseguiu confirmar a informação.

Renata Mugiatti foi jogada do alto do prédio em que morava com o namorado, o médico Rafael Marques. Segundo a perícia, ela foi asfixiada. O médico chegou a ser preso como suspeito de ter assassinado a jovem, que tinha 32 anos. Porém, por causa de uma diferença nos laudos do Instituto Médico-Legal (IML), ele foi solto dias depois e permanece em liberdade.

A investigação
No Boletim de Ocorrência (B.O), o médico falou que Renata Mugiatti se atirou do apartamento e que estava passando por frustações e depressão. O primeiro exame do IML, entretanto, indicou que a fisiculturista foi asfixiada pelo namorado, antes da queda.

Rafael Marques foi preso. No entanto, uma segunda análise do IML mostrava que ela não tinha sido asfixiada e o médico acabou sendo solto.

O Ministério Público e a Secretaria de Segurança do Paraná abriram investigações para apurar por que saíram dois laudos do IML com resultados opostos. Para esclarecer as dúvidas sobre a morte de Renata, a Justiça determinou a exumação do corpo.

O resultado confirmou que a fisiculturista já estava morta ao cair do prédio. "O que vale é o laudo mais completo. É o laudo em que todos os exames foram feitos de maneira mais incisiva assinado por vários peritos", afirmou o Secretário de Segurança do Paraná, Wagner Mesquita.

"Há um laudo, que é laudo de necropsia, oferecido pelo perito natural", argumentou o advogado Edson Abdala, que defende o Rafael Marques. O médico nega o crime.
 

 
 
 Outras Notícias
VER TODAS
 

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: De Segunda à Sexta das 8:00 às 11:30 e das 13:00 às 17:30

Rua Pref. José Buhrer Junior, 462 - Centro

Cep: 84430-000 - IMBITUVA - Paraná

(42) 3436-1639 - (42) 3436-1342

prefeitura@imbituva.pr.gov.br