Facebook

Última Atualização do site:  

12/04/2024 16:48:06

Zmail
Cadastro Rural
ÚLTIMAS NOTÍCIAS /
Visualizada 2227 vezes
CIDADE DO MÉXICO, 5 NOV (ANSA) - O presiden
Quinta-feira, 05 de novembro de 2015
 
 

CIDADE DO MÉXICO, 5 NOV (ANSA) - O presidente do México, Enrique Peña Nieto, disse que "aceita e respeita" a sentença da Suprema Corte de Justiça que permite o cultivo e consumo de maconha "para uso recreacional" a quatro pessoas e uma ONG, abrindo precedentes que podem mudar a regulação no país.   

Segundo ele, a resolução "não significa de nenhuma forma legalizar o consumo" da erva ou sua livre "comercialização".   

Peña Nieto acrescentou que "no México, essa é uma atividade que ainda é criminalizada".   

O chefe de Estado também destacou que o governo irá manter suas ações de localização e destruição de plantações pois a decisão judicial de nenhuma maneira "implica na eliminação dessa política".   

A medida foi saudada por organizações que promovem a legalização das drogas como a Sociedade Mexicana de Autoconsumo Responsável e Tolerante (Smart), que se beneficiou com o veredicto.   

Na última quarta-feira, a Justiça do México decidiu que plantar, possuir e fumar maconha com fins recreacionais não pode ser penalizado diante do direito à liberdade. A medida foi aprovada por 4 votos a 1.   

Até o momento, a permissão foi dada a quatro pessoas que querem montar um clube canábico.   

A medida não aprova a venda ou produção comercial da maconha, mas estabelece um precedente que muda a lei e permite o uso lúdico da erva.   

Segundo o juiz Arturo Zaldivar, da Suprema Corte, "ninguém disse que a maconha não causa danos. É uma droga e, como tal, seu uso tem consequências". "O que foi decidido é que a proibição total é uma medida descabida".   

Assolado pelo narcotráfico, o México lançou em meados dos anos 2000 uma guerra contra as drogas que deixou milhares de mortos e desaparecidos. Até hoje os mexicanos são vítimas de ações violentas de cartéis, que não raro cometem crime contra a população ou atingem pessoas em meio a conflitos entre si. (ANSA)

 
 
 Outras Notícias
VER TODAS
 

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: De Segunda à Sexta das 8:00 às 11:30 e das 13:00 às 17:30

Rua Pref. José Buhrer Junior, 462 - Centro

Cep: 84430-000 - IMBITUVA - Paraná

(42) 3436-1639 - (42) 3436-1342

prefeitura@imbituva.pr.gov.br