Facebook

Última Atualização do site:  

28/01/2022 16:05:30

Zmail
Cadastro Rural
ÚLTIMAS NOTÍCIAS /
Visualizada 440 vezes
O cenário de crise na economia nacional, co
Sexta-feira, 13 de novembro de 2015
 
 

O cenário de crise na economia nacional, com projeções de encolhimento do PIB, dificuldades orçamentárias nos setores público e privado e aumento geral na inadimplência, não deve prejudicar o acesso ao crédito nem o volume de recursos disponíveis na Agência de Fomento do Estado de Pernambuco (Agefepe) para fomento das atividades dos micro e pequenos empreendedores.

A garantia foi dada pelo secretário da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação, Evandro Avelar, durante a 1ª Reunião das Agências de Fomento da Região Nordeste, realizada na desta quinta-feira (12) na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no empresarial Cícero Dias, em Boa Viagem.

Com aportes totalizando R$ 120 milhões entre capital próprio e recursos alavancados por meio de instituições multilaterais, a Agefepe contratou, até outubro deste ano, mais de R$ 21 milhões em 311 operações, e opera linhas de crédito de parceiros como a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do Banco do Nordeste (BNB), entre outros.

Segundo Avelar, a intenção é pulverizar a presença da agência em até 80 pontos de atendimento em todo o estado, até o fim da atual gestão. “O governador Paulo Câmara tem nos incentivado cada vez mais a desenvolver uma política de microcrédito para alcançar o pequeno produtor lá na ponta, apoiando o desenvolvimento das cadeias produtivas e de programas sociais como o Mãe Coruja” disse.

O encontro, coordenado pela Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE), reuniu representantes das agências de fomento dos estados de Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte, Piauí e Bahia, além de instituições como o Banco Central (Bacen) e BNDES.

O objetivo foi debater o cenário e as perspectivas de crescimento para o Nordeste em 2016, bem como atualizar conhecimentos e trocar experiências relativas ao desempenho das agências de fomento no contexto regional.

Acesso a recursos de instituições multilaterais, regulação e criação de novos produtos financeiros, oportunidades de capacitação e comunicação e trâmites operacionais foram outros assuntos abordados. No NE, apenas os estados da Paraíba, Ceará, Maranhão e Sergipe, não possuem agências de fomento, sendo que os três primeiros estão com estas instituições em fase de desenvolvimento.

Segundo o Bacen, existem 16 unidades do tipo no país, enquadrando-se em pequeno, médio e grande porte. As operações de crédito das agências de fomento deverão movimentar R$ 6,9 bilhões em 2015, o que representa um crescimento de 5,5% em relação ao ano passado.

 
 
 Outras Notícias
VER TODAS
 

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: De Segunda à Sexta das 8:00 às 11:30 e das 13:00 às 17:30

Rua Pref. José Buhrer Junior, 462 - Centro

Cep: 84430-000 - IMBITUVA - Paraná

(42) 3436-12 33

prefeitura@imbituva.pr.gov.br